domingo, 22 de abril de 2012

Cadeira e vida


Bom, já faz quase dois anos que sou uma cadeirante, (isso vocês já estão carecas de saber, eu sei, mas não custa refrescar a memória rs) e nesses dois anos, a minha super cadeira de rodas com suas asas esvoaçantes tem sofridos problemas constantes. Por ser uma cadeira Top nacional não deveria ser assim,  não é mesmo? Mas vivemos no Brasil e aqui a qualidade em cadeira de rodas é muito inferior se comparada às internacionais, mas seja qual for o modelo ou marca de cadeira que você escolher  o preço é absurdo.

Alguns dias atrás, estava rolando uma foto em uma rede social, que agora é a onda do momento, e que eu não irei fazer propaganda aqui no meu blog. (risos)  Então, na foto faziam uma comparação entre os preços de uma bicicleta e de uma cadeira de rodas, claro que a bicicleta é muito mais em conta em se tratando de preço que a cadeira. Então, fica a pergunta. Ser cadeirante é muito mais caro que ser andante? Andar sentado, ou melhor,  rodando custa caro para os nossos bolsos cadeirantes, eu sei
 que não é só isso que torna difícil  uma vida sentada, é tanta coisa envolvida que às vezes você para e pensa:  Será que vale à pena tudo isso? Eu grifo com letras maiúsculas, em negrito e itálico para não passar despercebido nesse texto: COM CERTEZA VALE À PENA!
Eu sei que não é fácil viver em um país onde a falta de acesso grita toda vez que saímos nas ruas, que a falta de respeito e o preconceito andam juntos. Sondas, remédios, fisioterapias, intestino preso, incontinência urinária, escaras, ufa! Será que esqueci de alguma coisa? E também tem o fato da dificuldade de nos relacionarmos amorosamente.  Nós como seres humanos somos imperfeitos como qualquer pessoa deste mundo, temos as nossas angústias e dificuldades, mas isso não quer dizer que somos incapazes de amar. As pessoas têm ideias erradas e antigas sobre isso, claro que temos dificuldades de locomoção, às vezes é necessário a  ajuda do nosso companheiro ou companheira, mas isso não vai te tornar um mártir para toda a vida. Eu sei que a dificuldade é imensa, mas se há amor entre os dois, isso supera qualquer dificuldade ou obstáculo que surgirá durante o relacionamento. O amor, a vida está acima da deficiência. A deficiência é só uma forma que seu corpo apresenta. A deficiência não é imune às paixões e relações, felizmente!
Sabe-se que a felicidade é algo fantasioso que não podemos pegar com as mãos ou decidir que ela fique aqui do meu lado para sempre, a felicidade vai e vem em nossas vidas, momentos e circunstâncias que acontecem. Ninguém é feliz eternamente, todos nós temos dificuldades no trabalho, nos relacionamentos, na família e assim vai. Mas quando você percebe que a felicidade está chegando em sua vida você precisa agarrar essa felicidade com todas as suas forças, não se trata de egoísmo, mas sim de libertação. Você recebeu a vida, é seu dever e também seu direito como ser humano encontrar alguma coisa de belo por mais ínfima que seja.  Não adianta lutar contra a correnteza, um dia a sua hora chega e a felicidade está incluída no pacote. (haha)
Felicidade, vida e cadeira de rodas podem andar juntas.
A vida é isso, um misto de acontecimentos que torna o ser humano, pessoas capazes de não encontrar dificuldades para amar. A deficiência é inerente, então não dificulte as coisas, aceite como elas são.
        



 "A vida é única e bela, se tivemos a chance de estar aqui na terra, algum significado isso tem,  faça dela uma passagem única e viva, somente viva!"

Descrição: Na foto do post uma moça sentada na cadeira de rodas com os braços abertos de frente para o mar.

6 comentários:

  1. Muitas pessoa por serem cadeirantes se sentem inferiores as outras pessoas "normais" lindo sua forma de levar a vida... seja smp otimista minha linda.. Vc tem capacidade pra tudo!amo seu blog ja to seguimdo rs se der der uma passadinha no meu e se gostar e so seguir ...http://mikameueuemvoce.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Como não posso mudar a minha situação, tento ser feliz com ela. haha E eu sou viu, muito feliz! BJ!

      Excluir
  2. Aprendo muito por aqui. bj. Fábio Ludwig

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada Fábio! Aqui é uma troca, aprendemos uns com os outros. bj!

      Excluir
  3. Passeando pelo google hj encontrei o seu blog.
    Adorei, gostei de td, só tenho q agradecer e parabenizá-la pelo blog.
    E tomei a liberdade de divulgar na minha página do facebook.
    https://www.facebook.com/portadoresdedeficienciaeidosos
    obrigada mesmo, e td de bom hj e sempre!!
    bjs Ana Lúcia

    ResponderExcluir
  4. Que bom que você gostou do meu espaço, Ana. Obrigada pelo carinho e pode divulgar a vontade. Beijos!

    ResponderExcluir

Obrigada pela visita. Volte sempre!