sexta-feira, 4 de maio de 2012

Ajustes!

Os puxadores na cadeira.
Depois de dois anos com a minha hiper, super, mega cadeira vermelha com suas asas esvoaçantes, pena que as asas não criaram vida e começaram a voar.  Como qualquer cadeira para ter uma vida útil é preciso passar por ajustes frequentemente.
Bom, como aqui na minha cidade não existe uma especializada da  Ortobrás , qualquer pessoa que entenda um pouco de mecânica e esteja interessado em peças de cadeira de rodas está valendo. (risos)

Então o meu mecânico preferido deu uma geral na minha cadeira.
Baixou a traseira da cadeira, assim deixando  mais propícia para treinar as minhas aulas de empinamento  da mesma, e também a probabilidade de cair aumentou consideravelmente. (risos)
*Colocou os puxadores já que a minha cadeira  estava sem os mesmos (teimosia da lesada)
*Colocou dois parafusos naquele ferro que passa por baixo do pedal, uma ideia muito boa para os fabricantes de cadeira de rodas adotarem.
*Lembram do parafuso que sempre espanava, também ajustou e ficou uma maravilha.
Os parafusos no pedal.
        Ajustes simples que fez a diferença em uma cadeira de rodas, assim deixando com mais qualidade para as minhas rodadas por ai.
Ah! Cuidado para vocês não se engasgarem com a poeira no pedal da cadeira. (risos)
Depois desses ajustes minha cadeira ficou mais leve, os arranhões infelizmente não pude fazer nada.  Mesmo assim foi muito proveitoso os ajustes, cada vez que ajusto a cadeira é uma nova fase de readaptação, até eu me acostumar, demora um pouco.

"Cadeira arranhada é sinal que você está em plena atividade e não se esconde dentro de casa, cadeira arranhada é cadeira com vida."

Beijos enormes!

Um comentário:

  1. Olá,
    Meu nome é Priscila tenho 19 anos e sou portadora de mielomeningocele, uma má formação que se da dentro do últero,logo,nasci assim. Devido a esse problema,sou cadeirante.
    Gostaria de saber porque todos preferem ir para o Sarah Kubitchek de Brasília já que existe outras unidades?
    Moro em São Paulo e gostaria de saber se você conhece algum lugar parecido com esse que faz reabilitações por aqui.
    Ou no caso, você acha legal eu estar indo até o de Brasília?
    Você gastou muito para ir para lá?
    Porque eu queria criar a minha própria independencia nas atividades do dia - a - dia e eu acho que indo para um lugar como esse facilitaria bastante para que eu aprendesse.
    Desde já agradeço e espero retorno,
    Priscila .

    ResponderExcluir

Obrigada pela visita. Volte sempre!