sábado, 26 de maio de 2012

50.000 acessos!


     Há mais de dois anos criei esse blog na tentativa de me redescobrir, acho que todo ser humano passa por uma fase de descoberta. Eu, muletante, com as minhas muletas cor de rosas que apoiaram as minhas pernas durante quase dez anos, agora passava por um momento de transição de muletante para cadeirante. Foi e sempre será um momento marcante em minha vida. É difícil explicar a complicação, dúvidas, anseios, medos e dissabores que passaram pela minha mente. De repente o chão parece que está se movendo para um lugar que você nunca imaginou. Você se torna frágil e relevante, não sabe se fica com as muletas em pé sofrendo toda aquela dor ou senta de uma vez em um a cadeira de rodas.  Você não é capaz de forjar nada daquilo que pensou um dia. Uma decisão árdua, mas que depois você olha para trás e sente orgulho de tudo o que passou e a forma que você superou todos os seus medos e angústias, que um dia estava ao seu lado. Agora, já não é mais aquela menina com inseguranças e todas aquelas fantasias que nós mulheres temos a tendência de fantasiar. 
      Nunca  imaginei na possibilidade desse espaço tomar tamanha proporção. 50.000 acessos, puxa! Nunca imaginei mesmo. É muito gratificante saber que de alguma forma minhas palavras chegaram em algum lugar e tocaram alguém ou ajudaram em algum momento complicado de suas vidas. Tudo na vida tem um sentido, um destino! O blog foi um dos melhores presentes da minha vida!!!
       Uma das coisas que aprendi depois que sou cadeirante é que a vida nos ensina muito e cabe a nós escolhermos o melhor caminho, sem espinhos e arranhões. Posso dizer que eu cresci (não na altura, pois isso seria demais, rs), mas cresci como pessoa, evoluindo na vida tanto sentimental como qualquer outro campo.

      O blog nunca foi uma forma pretensiosa, só o fiz para escrever tudo que eu penso, mas vou lhe confessar uma coisa: Nunca fui boa com as palavras, porém quando releio o primeiro post até o último, percebo que há uma grande diferença entre essa transição. Percebo como cresci também com as palavras, isso me torna cada vez mais segura em escrever minhas experiências como uma cadeirante ou até relembrar momentos como muletante. Eu nunca pensei que um dia iria falar isso, entretanto sinto saudades do tempo que andava com as minhas muletas cor de rosa, claro que é só um momento nostálgico. Agora é focar na realidade de cadeirante.
      A vida é uma linha tênue, por isso aproveite cada momento que temos oportunidade para evoluir e crescer, cada momento é delicado, porém também pode ser transbordante, não desperdice nem um minuto se quer...
       Posso dizer que o blog deu-me alguns momentos de felicidade e também de sorte. Conheci muitas pessoas nesse espaço chamado blog esfera, pessoas que me ajudaram de alguma forma e também pessoas que eu ajudei. Essa troca de informações, dores, vidas, cadeiras, rodas entre tantas coisas fazem de nós pessoas em comum. Não só cadeirantes, mas também andantes, procurando nesse mundo algo para fazer sentido, mudar um pouco, tirar da rotina esse Brasil tão preconceituoso, não só com as pessoas que por alguma razão são deficientes. Há um preconceito absurdo com negros, velhos, magros, gordos. Você não pode ser diferente da moça que está na revista de moda, que já é taxada fora dos padrões de uma sociedade hipócrita. Mas com certeza passamos por cima desses conceitos que não fazem parte das nossas vidas, futilidades alarmantes de pessoas que verdadeiramente não vivenciam e nem procuram saber como é a vida em cima de uma cadeira. Com certeza não é nada diferente da sua vida, pessoas comuns que estão lutando dia a dia como qualquer outra, atrás de uma vida mais digna. Apenas isso!
        Eu li em algum livro, que dizia mais ou menos assim: “Talvez todos devemos parar de tentar retribuir às pessoas deste mundo que apoiam nossas vidas. No final das contas, seja mais sábio se render à milagrosa abrangência da generosidade humana e simplesmente dizer muito obrigada para sempre e com sinceridade, enquanto tivermos voz.”

Eu repito MUITO OBRIGADA! 


Beijos enormes!

8 comentários:

  1. Que lindo tô! o blog tá lindo! To com saudade de ti já ermã!

    Bejo!

    Menina do mano!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada "ermão" pelo coments!!! Eu taambém estou com saudades!!! Amo!!! ;)

      Excluir
  2. Tuigue, faz um bom tempo que não passo por aqui e você me deixou emocionada com essas lindas palavras. Parabéns pelos acessos. Suas palavras fluem sabe por que? Porque você as escreve com sentimento.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada Elaine pelo carinho!!! Puxa, fiquei super feliz, vindo de você, pois escreve maravilhosamente. Sempre adoroooo seus textos! hehe Bjos!

      Excluir
  3. Eu sou um fã INCONDICIONAL da SUPER Tuigue, como eu a chamo carinhosamente.

    Procurando por assuntos relevantes a pessoas com deficiência, mais precisamente, cadeirantes, encontrei o MULETAS COR-DE-ROSA e me encantei com sua linguagem de simples entendimento. Era isso que eu procurava.

    O dia a dia de um cadeirante, suas experiências, dificuldades, alegrias, conquistas e, encontrei tudo isso aqui.

    Você agradece hoje pelos 50.000 acessos em seu blog, e eu a agradeço pelos seus ensinamentos e a oportunidade de me tornar seu AMIGO. Eu, e todos os seus seguidores é que temos que agradecer.

    MUITO OBRIGADO SUPER TUIGUE!!!

    ResponderExcluir
  4. Obrigada pelo carinho SEMPRE Luiz!!! Eu também sou sua fã e principalmente do "Visão Diferenciada", adoro teu jeito leve e descontraído de escrever, dou muitas risadas sozinha!!! :) Beijos!

    ResponderExcluir
  5. Olá Tuigue! Parabéns pelos mais de 50.000 acessos, essa é a prova do quanto tu és querida para todos nós. Desde que comecei a ser sua seguidora, fico encantada com a maneira clara e sincera que transmites teus sentimentos. Tenho muita admiração por pessoas como você. Bjs e fique sempre com Deus!!!

    ResponderExcluir
  6. Obrigada pelas palavras! Eu que tenho que agradecer sempre! Graças ao blog aprendi muita coisa importante nesses dois anos!!! Beijos! :)

    ResponderExcluir

Obrigada pela visita. Volte sempre!