sexta-feira, 17 de setembro de 2010

Será que encontrei a cura?


Não sei se vocês já perceberam, quando alguém adquiriu uma deficiência ao longo da vida, ela se apega a alguma religião, assim buscando que aquela religião lhe cure da “desgraça” de ser deficiente; (claro que nem . todos pensam assim)... E também respeito a fé e a religião de cada um...
Claro que quando você fica deficiente, não é muito fácil..Você fica revoltado? Claro, quem não fica, mas, tudo é uma fase até você se adaptar a sua nova realidade, e aceitar seu corpo e seu estado de espírito, assim tudo flui... hehe
Ainda bem que essa fase já passei lá na minha adolescência, hoje sou essa menina “bacanuda” e humilde rsrsr, que vocês estão cansados de saber...

Mas, falando desse assunto sobre cura, vou relatar um fato que aconteceu comigo há algum tempo, (mais ou menos uns dois anos atrás)... Estava em outra cidade, onde há praia, verão movimento na rua estava intenso, estava eu saindo de uma loja com as minhas muletinhas, no outro lado da estrada havia tipo um barzinho, então eu avistei alguém ali, um “maluco beleza”, devia ser um mendigo sei lá, e ainda por cima estava bêbado, ele me avistou e atravessou a estrada, quando ele  chegou, estava sentada dentro do carro...Olhou bem nos meus olhos.. E perguntou se eu acreditava em DEUS...
Eu respondi que sim, que eu acredito... Então ele falou que eu iria ser curada... Olhou-me e saiu chorando... rsrrs
Vai entender né? rsrs As pessoas sempre estão querendo de alguma forma nos curar, como se fossemos castigados, ou então uma desgraça para a sociedade... Penso que isso é pura ignorância, acho que estamos aqui para aprender nos adaptar, e assim crescer como pessoa ou até mesmo quem sabe crescer como espírito... Nunca se sabe o que está além da vida? Não é mesmo???? Ou até mesmo ensinando as pessoas que com a nossa deficiência, podemos ser pessoas comuns, só com um diferencial, nos movimentamos de maneira diferente, isso não quer dizer que somos diferentes das outras pessoas, temos sonhos, desejos e estamos lutando para poder realizar cada um deles...
Bem se um dia ele me ver de novo, pode cair em desespero, pois agora sou uma quase cadeirante.. rsrsr :D  Eu cresci muito daquele tempo pra cá, acho que sou uma pessoa melhor, estou me adaptando aos poucos e tudo está fluindo, não do jeito que eu planejei é claro... Mas, penso que é essa é a vida, com adversidades que ela nos oferece a todo momento... Agora é olhar para frente e enfrentá-la o jeito mais bobo que ela apareceu para nós....

Um ótimo fim de semana!!!
beijos muletantes!!! =]

5 comentários:

  1. Não é preciso ser bêbado pra pensar preconceituosamente rs O mundo tá cheio de gente sóbria com a mesma cabeça rs

    ResponderExcluir
  2. vai saber o que passa pela cabeça dos homens,eu não sei porque os homens ainda insiste em pensar que é melhor que os outros só porque tem um físico ``invejável´´se o que diferencia um do outro é o celebro. srrsrsrs

    ResponderExcluir
  3. Pedro ( O irmão Fã)

    OI TÔ!!!
    Sua maluquete! Bonitinho o pensamento o pensamento do dia, e acho mesmo, q todo mundo tem que achar suas curas, é isso só acontece sozinho.

    Te gosto!
    Se cuide, e qualquer coisa, fale comigo...

    Bejo!
    do seu irmão preferido!

    ResponderExcluir
  4. É isso aí Tu...
    A ignorância faz com que as pessoas nos enxerguem como "doentes". Isso é o que mais me aborrece! A minha avó, quando está por perto, fica me proibindo de fazer qualquer coisa (pra ela, eu estou doente e não consigo me virar sozinha). Fico P da vida!!! Entendo que, no caso dela, é uma forma de me proteger, mas em muitos casos, é por puro preconceito! Como se fôssemos inúteis! No meu aniversário, a frase que eu mais ouvi foi: "Que Deus te devolva a tua saúde pra que vc possa ser muito feliz!" Eu posso com isso??? Como se eu fosse uma doente deprimida e infeliz!!! Fala sério!!! Desculpa o desabafo, mas isso me irrita profundamente!!!
    Beijo grande pra vc!

    ResponderExcluir
  5. Nunca me revoltei, pelo contrário, quando acordei do coma, a primeira coisa que disse foi: Obrigado Deus, por ter uma segunda chance! A segunda foi agarrar meu pai e minha mãe, dar aquele abraço de meia hora, meus amigos, viver é uma dádiva, por isso modifiquei totalmente minha vida, e hoje sou uma pessoa que me preocupo mais com o próximo, que comigo mesmo.

    Tenho que fazer por merecer não é, se ele me deu uma segunda chance, é porque não era minha hora de ir!

    Bjs Tuigue

    ResponderExcluir

Obrigada pela visita. Volte sempre!